sábado, 24 de março de 2007

Processo para o reconhecimento da cidadania italiana diretamente na Italia - parte 2/3

O que fazer antes de sair do Brasil:
0. Antes de tudo, é necessario saber exatamente onde e quando nasceu o antepassado italiano, esse é o primeiro passo;
1. Assim que tiver certeza disso, solicitar a Certidao Negativa de Naturalizaçao desse antepassado ao Ministério da Justiça;
2. Aconselho a estudar a lingua italiana (voce vai precisar!!!);
3. Solicitar aos cartòrios (brasileiros e italianos) os documentos de registro civil de sua linha familiar;
4. Caso existam inconsistencias e/ou incorreçoes (ortografia dos sobrenomes, datas, locais etc), retificar as certidoes mediante processo judicial (vale a pena, antes de abrir o processo judicial de retificaçao, tentar realizar a correçao diretamente com o cartòrio); [caso todos os documentos nao contenham erros, passe do ìtem 3 diretamente ao 5]
5. Reconhecer firma da(s) pessoa(s) que assinou(aram) cada uma das certidoes (ja retificadas, se tiver havido retificaçao) em cartorio da cidade onde estiver o consulado italiano responsavel pela sua àrea de residencia;
6. Traduzir todos os documentos junto a um patronato ou um tradutor juramentado;
7. Voltar ao cartorio e reconhecer firma do tradutor em cada um dos documentos (certidoes e traduçoes);
8. Legalizar todos os documentos de registro civil brasileiros no consulado italiano responsavel pela sua regiao de residencia;
9. Dispor de pelo menos 4000 (quatro mil) euros, para se manter nos primeiros 3 meses na Italia e para fazer o processo (esse valor é sem contar com a passagem aérea e sem contar com os gastos com os ìtens anteriores...);
10. Entrar em contato com agencias imobiliàrias da cidade italiana onde voce vai querer ficar, para alugar um apartamento para voce. Melhor ainda se voce puder contar com a ajuda de alguém que jà more na cidade. Lembre-se: Todo o processo tem como base a residencia;
11. Comprar uma passagem aérea, de preferencia com perìodo de permanencia entre 1 e 3 meses;
12. Caso a pessoa tenha contribuido ao INSS (ou seja, tenha trabalhado com carteira assinada ou de qualquer forma contribuido), procurar a sede do INSS (em SP fica na av. 9 de Julho) para solicitar o formulario IB-2, ou CDAM, que faz as vezes de seguro saùde (e é de graça, assim voce economiza a grana que gastaria para fazer o seguro saùde, que é obrigatòrio), caso contràrio voce terà que contratar um seguro de saùde de prazo nao inferior ao da permanencia que consta na sua passagem aérea.

4 comentários:

daniela disse...

Pergunta:

Quanto tempo durou este processo?

Bruno Barin disse...

Oi Daniela, resposta:
No meu caso foram entre 3 e 4 anos, isto é, comecei a pesquisar minhas origens no fim de 2000, e vim morar definitivamente na Italia em junho de 2004.

Bruno Barin disse...

Mas, Daniela, deixo claro que tive que fazer tudo sozinho, sem dicas nem indicaçoes de ninguém...
Aliàs esse perìodo todo depende de uma série de fatores. Por exemplo, quantas geraçoes entre o interessado e o antepassado italiano, locais de origem e residencia de ambos, condiçao financeira etc, etc etc...

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny